Facebook Redes Sociais Bruno Marinho

O que é o Facebook?

O que é o Facebook?

O Facebook surgiu em 2004, sendo inicialmente um canal de comunicação fechado entre os estudantes da Universidade de Harvard. A sua popularização em meio à universidade foi instantânea – atingindo, no primeiro mês de existência, metade da comunidade dos estudantes que ainda não estavam graduados – e, em seguida, expandiu-se para outras universidades, colégios, redes corporativas e o público em geral, respectivamente. Seu fundador, o então estudante norte-americano Mark Zuckerberg, desenvolveu a ideia de “organização elegante” das comunidades existentes, na qual permitia que os alunos se comunicassem facilmente em ambiente informatizado.

A comunidade de alunos de Harvard se comunicava convencionalmente há mais de três séculos antes de Mark Zuckerberg emergir, ele simplesmente a ajudou a organizar o processo comunicacional e a realizá-lo de maneira mais eficiente. O Facebook possibilitou que as pessoas se cadastrassem e organizassem as suas redes sociais – o chamado “gráfico social” da rede on-line: poderiam compartilhar, assim, quem elas eram, o que faziam, quem conheciam e, não menos importante, como eram. O Facebook foi um sucesso imediato, porque permitiu que uma necessidade fosse sanada: ele organizou e padronizou a vida social em Harvard.

A aparência do Facebook é bastante detalhada e as suas funções são inúmeras, além de estarem em constante desenvolvimento e aprimoramento. Por ser uma rede social e, consequentemente, estimular o relacionamento entre os seus usuários, assim que uma pessoa abre uma conta no Facebook e acessa a sua página inicial, já tem a opção de importar os contatos disponíveis em seu e-mail; procurando por usuários na rede social que já façam parte do seu círculo de amigos e, assim, enviando imediatamente solicitações de amizades a eles.

A página inicial é composta pelo conjunto das informações mais importantes relacionadas à rede de amigos e conexões do usuário; exibindo, por exemplo, as suas atualizações mais recentes, os recursos favoritos, aplicativos instalados, grupos criados, páginas vinculadas a seu perfil, listas de amigos – como, por exemplo, todos os amigos que fazem parte da família ou estudaram na mesma instituição de ensino do usuário -, eventos, assinaturas realizadas e anúncios relacionados a seu perfil. Além disso, estão sempre disponíveis as informações sobre solicitações recentes de amizades, mensagens recebidas e notificações de atividades de amigos que possam ser de interesse do usuário no menu superior das páginas do Facebook, além de banners e páginas curtidas pelos amigos.

 

Quanto às suas funcionalidades, uma das principais características do Facebook é a transformação de um perfil em uma Timeline (ou Linha do Tempo, em português), a qual permite que todos os usuários possam postar comentários a respeito das mensagens publicadas por todos envolvidos em sua rede de amigos, assim como curtir ou compartilhar as informações pelas quais se interessarem. Ao curtir determinado objeto dentro da rede social, o usuário valoriza o conteúdo do mesmo, tornando visível aos seus amigos que se interessou por determinada informação. Já o recurso compartilhar permite que o usuário faça uma postagem do conteúdo em questão na sua própria linha do tempo ou para amigos específicos. Nos perfis de outros usuários, em acréscimo, é possível utilizar o recurso cutucar, o qual é bastante utilizado para cumprimentar os mesmos – permitindo que eles saibam que foram cutucados quando acessarem as suas contas.

Nos dias atuais, segundo estatísticas oficiais do Facebook, a rede social conta com mais de 850 milhões de usuários ativos em todo o mundo, sendo que mais de 50% do número total de usuários acessam o site todos os dias. Em acréscimo, segundo pesquisa do IBOPE Nielsen Online, o Brasil possuía, em agosto de 2011, 30,9 milhões de usuários únicos na rede social. Por se tratar da rede social mais popular e completa do mundo, possuindo um caráter tanto pessoal quanto corporativo, o Facebook se torna um excelente cenário não somente para criar e manter relações com outros usuários; mas também para conhecer e divulgar empresas e seus produtos e/ou serviços.

As oportunidades em meio a esta rede são tantas, que figuras públicas, empresas e companhias, marcas, produtos, serviços, políticos e organizações sem fins lucrativos utilizam perfis como presença personalizável via Facebook. Atualmente, várias empresas de todos os lugares do mundo extinguiram os seus sites empresariais e passaram a utilizar somente a rede social mais popular do mundo para marcar presença na Internet e entrar em contato direto com seus clientes – um exemplo é a agência de publicidade brasileira Africa, que redireciona o acesso do seu site para a sua página no Facebook -, reunindo todas as suas informações na sua página de fãs.

Sobre o autor | Website

Fundador do Instituto Desenvolve T.I , com experiência em projetos para a Internet há mais de seis anos e pioneiro em startups com o foco em mídias sociais. Bacharel em Publicidade e Propaganda, especialista em Gestão de Tecnologia da Informação, laureado e certificado pelo Instituto Brasileiro de Coaching, Behavioral Coaching Institute – BCI e sendo referência internacional nas instituições Global Coaching Community e ECA – European Coaching Association, atualmente atuando como palestrante, professor de marketing digital e diretor de projetos na empresa Desenvolve T.I e elaborando treinamentos com o foco em marketing digital, tecnologia e comunicação. Coordena pesquisas e estudos com o foco no comportamento dos usuários dentro das redes sociais, acessibilidade, usabilidade e novas tendências nas áreas de tecnologia e comunicação.

Gosta de Marketing Digital e Mídias Sociais? Receba atualizações, artigos e dicas imperdíveis (é grátis)!

100% livre de spam.