Comunicação Empresarial Dicas Marketing de Conteúdo Tarcisio Cavalcante

Devo me preocupar com minha assinatura de e-mail?

Devo me preocupar com minha assinatura de e-mail?

Assinaturas de e-mail são fáceis de fazer, mas é uma pena como muitos não utilizam o recurso apropriadamente, principalmente quando se trata de assinaturas corporativas. Muitas pessoas buscam na assinatura de e-mail refletir sua personalidade, prover informações pertinentes e mais, mas acabam facilmente exagerando. Afinal, as assinaturas de e-mail são assim tão importantes? Elas podem ser entediantes e devem estar no fim da sua fila de coisas para fazer, mas afetam o tom de cada e-mail que você escreve.

Assinaturas personalizadas nos e-mails são muito úteis — afirma Lis Comunello, Consultora de Mídias Sociais —, servem para divulgar sua atividade profissional, seus contatos e, claro, também seu blog. Comunello dá dicas sobre as informações que a assinatura personalizada deve ter: “Seu nome primeiro, é claro. Sua ocupação também é importante, especialmente se você troca mensagens com outras pessoas de sua área, mas que não trabalha com você, afinal, se você divulga sua profissão, pode acabar recebendo convite/proposta para trabalhar em outra empresa.”

Comunello destaca ainda que é essencial colocar pelo menos um meio de contato: seu próprio e-mail ou um número de telefone. No caso do telefone, talvez você não queria divulgar seu celular para todo mundo, então você pode fazer versões diferentes para sua assinatura, uma com telefone e outra sem, e usar conforme o destinatário da mensagem.

Conforme sua atividade profissional ou modo como utiliza seu e-mail, é interessante que você também adicione outros contatos (MSN, Skype) e seus perfis sociais (Facebook, Twitter, Linkedin etc.). A consultora lembra que se você tem um blog, ele deve estar na assinatura também, “é uma maneira elegante de divulgar sem blog, sem fazer SPAM”. Se você se considera criativo, pense em criar uma assinatura de e-mail bem elaborada. É uma grande oportunidade de expressar um pouco de sua personalidade, sem precisar dispender trabalho extra para compor cada mensagem e sem aumentar os megabytes do e-mail. Ainda: a assinatura assume o papel de cartão de visitas, caso o destinatário resolva imprimir o e-mail.

Dicas para criar uma boa assinatura de e-mail

Que informações incluir

Seguindo a dica da Lis Comunello, já citada no início deste artigo, não esqueça de incluir:

  • Seu nome.
  • Sua empresa e cargo/função (no caso de e-mail corporativo); ou atividade profissional (no caso de e-mail pessoal, freelancer).
  • Pelo menos uma forma de entrar em contato.

A dica geral é que não é preciso incluir todas as formas de contato que você possui (seus 2 números de celular, o telefone fixo de casa, o da empresa, todas as redes sociais e mensageiros instantâneos…), mas isso depende de como você utiliza essas redes e o seu e-mail. Se for relevante para a sua atividade, tudo bem, mas sem exagero. Na assinatura básica, utilize apenas duas ou três linhas, com no máximo 72 caracteres por linha (alguns aplicativos de e-mail, em formato texto puro, exibem no máximo 80 caracteres por linha, então limite o comprimento para evitar quebras de linha na assinatura). Você pode adicionar uma quarta linha com o endereço e telefone da empresa, se for relevante.

--
Tarcisio Cavalcante, Social Media
tarcisio@desenvolveti.com.br | www.desenvolveti.com.br

Texto ou Imagem?

Originalmente, o e-mail era uma mídia de texto apenas. Mesmo que hoje, quase todos os programas e aplicações de webmail exibam as imagens dos e-mails, alguns usuários ou empresas configuram seus clientes de e-mail para exibir apenas texto. É importante lembrar disto ao criar sua assinatura de e-mail. Mesmo programas atuais como o Outlook 2013, por padrão, são configurados para não baixar imagens de destinatários desconhecidos. Isto significa que, se você utiliza uma imagem como assinatura de e-mail, uma parte dos destinatários não a verão. Você até pode usar imagens em sua assinatura (o logotipo da empresa, por exemplo), mas deixe as informações importantes em formato de texto, em caso de o programa de e-mails não exibir imagens, sua assinatura continuará lá e principalmente as informações importantes. Para não ficar tão chato, você pode pelo menos formatar a assinatura, utilizando diferentes formatos, fontes, cores, até mesmo alguns caracteres especiais:

[feature_box style=”2″ only_advanced=”There are no title options for the choosen style” alignment=”center”]

assinatura1tarcisio

[/feature_box]

Jay J. Nelson, no artigo Creative design tips for e-mail signatures, sugere, neste caso, utilizar apenas fontes básicas multiplataforma, que estejam incluídas no Windows e no Mac OS X, para garantir que o destinatário vá receber exatamente o que você criou. Bons exemplos incluem Arial, Verdana e Times New Roman.

Um bônus deste tipo de assinatura é que, mesmo que o destinatário desabilite a formatação HTML em seu programa de e-mail, a assinatura continuará funcionando:

[feature_box style=”2″ only_advanced=”There are no title options for the choosen style” alignment=”center”]

Tarciso Cavalcante | social media
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –
(41) 9999 9999 • tarcisio@desenvolveti.com.br • www.desenvolveti.com.br

[/feature_box]

E não insira a imagem da assinatura no programa de e-mail. A melhor maneira de inserir uma imagem na assinatura é hospedá-la em algum lugar e usar a URL absoluta. Por exemplo: a imagem que você vai usar está hospedada no endereço http://www.seusite.com.br/email/logo.jpg (de preferência em um site seu, onde você pode controlar e saber que a assinatura estará sempre lá). Então no HTML da sua assinatura você adiciona:

<img src="http://www.seusite.com.br/email/logo.jpg" width="250" height="100" />

Certa vez fui incumbido de criar a nova assinatura de e-mail da empresa onde trabalhava. E realmente precisava. Se você escrevesse um e-mail de três parágrafos de cinco linhas cada, a assinatura ainda ocupava metade do corpo do e-mail. A assinatura trazia o nome, função, telefone fixo, fax, celular pessoal, número nextel, e-mail, URL da empresa, endereço completo da empresa, logo da empresa, mensagem de responsabilidade ambiental (com fonte verde e imagem de árvores) e um extenso texto sobre a missão e visão da empresa.

Resumo da ópera: a assinatura ficou com as informações essenciais em formato texto: nome, função, telefone/e-mail, URL do site da empresa e das redes sociais e o logo abaixo da assinatura. Se o destinatário não ver a imagem, pelo menos receberá as informações de contato completas.

Assinatura de e-mail corporativo: o que NÃO incluir

  • Skype pessoal, URL do site ou blog pessoal ou perfil de redes sociais.
  • Telefone celular pessoal (a não ser o telefone corporativo, se a empresa fornece).
  • Citações.
  • Mini currículo.

As informações acima podem ser óbvias. Eu mesmo escrevi esse trecho pensando “ué, claro que ninguém vai colocar essas informações num e-mail corporativo”, mas acreditem, tem gente que coloca.

Citações engraçadas podem funcionar entre amigos, mas há o risco de ofender clientes ou parceiros que você não tenha um relacionamento mais pessoal. A não ser que você queira que seus clientes e fornecedores lhe contatem em casa enquanto você assiste Game of Thrones, não divulgue informações pessoais na assinatura do e-mail corporativo. Se alguém precisar contatar você para trabalho, que seja no trabalho, no horário do trabalho. Colocar o perfil corporativo do Twitter ou outros meios de contato, como o Skype (desde que seja uma conta da empresa) pode ser útil.

[feature_box style=”2″ only_advanced=”There are no title options for the choosen style” alignment=”center”]

bananamark

[/feature_box]

Não faça isso…

vCards?

Já vi gente enviando vCard anexo ao e-mail. Geralmente e-mails comerciais. Apesar de ser uma boa forma de compartilhar informações, os vCards aumentam o tamanho do e-mail e seguem como anexos (assim com no caso das imagens em e-mails, alguns programas bloqueiam e-mails com anexos, principalmente se não estiverem na lista de e-mails do destinatário). E mesmo sendo uma prática corporativa, a maioria das pessoas com quem você vai se relacionar por e-mail nem vai ter a prática de salvar os vCards (alguns até nem sabem para que serve aquele anexo). E por mais útil que seja enviar o vCard numa primeira correspondência, receber uma cópia do vCard a cada novo e-mail enviado começa a ficar chato.

Se mesmo assim, você quer ou precisa enviar o vCard, apenas inclua na assinatura um link para uma cópia remota.

Cláusulas confidenciais?

Vemos muito isso em e-mails de grandes empresas, chega a ser uma regra da empresa. Se seu e-mail contém informações confidenciais, você pode precisar colocar uma cláusula de confidencialidade. No entanto, a melhor prática seria não colocar informações sensíveis num corpo de e-mail, que pode ser lido por terceiros ou encaminhado para outras pessoas. Outro porém: incluir uma cláusula de confidencialidade na assinatura pode não fazer sentido se você não envia informações confidenciais por e-mail, certo?

Outra coisa: quanto maior a cláusula de confidencialidade, maior é a probabilidade do destinatário não a ler. Grades companhias geralmente requerem essas cláusulas nos e-mails, mas se você tem uma empresa pequena ou é um freelancer e realmente não precisa disso, então evite.

Imagine isso a cada novo e-mail recebido:

[feature_box style=”2″ only_advanced=”There are no title options for the choosen style” alignment=”center”]

Prezado(a) cliente,

Sua solicitação foi aprovada.

Atenciosamente,

HSBC CTVM S/A – Equipe de Relacionamento
Capitais e Regiões metropolitanas: 4004-5947
Demais localidades: 0800-722-5947
SAC: 0800-729-5977 / SAC Deficientes Auditivos: 0800-701-5934
Ouvidoria: 0800-701-3904

– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

This E-mail is confidential. It may also be legally privileged. If you are not the addressee you may not copy, forward, disclose or use any part of it. If you have received this message in error, please delete it and all copies from your system and notify the sender immediately by return E-mail. Internet communications cannot be guaranteed to be timely, secure, error or virus-free. The sender does not accept liability for any errors or omissions. “SAVE PAPER – THINK BEFORE YOU PRINT!”

Esta mensagem pode conter informações confidenciais e/ou privilegiadas. Se você não for o destinatário ou a pessoa autorizada a recebê-la, não pode usar, copiar ou divulgar as informações nela contidas ou tomar qualquer ação baseada nelas. Se você recebeu esta mensagem por engano, por favor, avise imediatamente o remetente, e em seguida, apague-a. Comunicações pela Internet não podem ser garantidas quanto à segurança ou inexistência de erros ou de vírus. O remetente, por esta razão, não aceita responsabilidade por qualquer erro ou omissão no contexto da mensagem decorrente da transmissão via Internet. “ECONOMIZE PAPEL – PENSE ANTES DE IMPRIMIR!”

[/feature_box]

A consultora Lis Comunello tem uma linha ao final da assinatura que resume bem a questão de confidencialidade, e não fica nem um pouco chato.

[feature_box style=”2″ only_advanced=”There are no title options for the choosen style” alignment=”center”]

lis

[/feature_box]

Mostre personalidade. Sim, você pode 😉

Ok, sua assinatura de e-mail deve ser simples e memorável, e, apesar de algumas das dicas acima, ela não deve ser chata. Sinta-se livre para dar um toque especial e único à sua assinatura com ideias criativas. Usando uma saudação calorosa, adicionando ícones como na assinatura acima da Lis Comunello, ou letras-chave, como a assinatura de Daniel Rubin, encorajando as pessoas a stalkeá-lo, como Paddy Donnely, todos mostram personalidade, mesmo em texto puro.

--
h: http://danielrubin.org
w: http://sidebarcreative.com
b: http://superfluousbanter.org

m: +1 234 567 8901
i: aninstantmessanger

k: h = home, w = work, b = blog, m = mobile, i = aim, k = key
Paddy
--
The Site: http://iampaddy.com
Stalk Me: http://twitter.com/paddydonnelly
--

With optimism,
Dmitry Belitsky
http://belitsky.info
///////////////////////////////////////////////////////////////////
/// Matthias Kretschmann     ///   krema@xxxxxxxx.xx            ///
/// freelance designer &     ///   www.kremalicious.com         ///
/// photographer             ///   www.matthiaskretschmann.com  ///
///////////////////////////////////////////////////////////////////
/// media studies / communication science & art history         ///
/// MLU Halle-Wittenberg                                        ///
///////////////////////////////////////////////////////////////////
--
With greetings from Freiburg, Germany,
Vitaly Friedman (editor-in-chief)
-------------------------------------------------
Smashing Magazine
http://www.smashingmagazine.com - http://www.twitter.com/smashingmag
online magazine for designers and developers

HTML?

No artigo The art and science of the email signature (de onde aprendi algumas das dicas citadas aqui e de onde tirei as assinaturas acima), a autora Kat Neville sugere que se você puder, evite a formatação HTML, por mais que os sistemas atuais de e-mail aceitem o formato HTML, você ainda pode ter problemas com imagens e linhas divisórias. Ela sugere investir formatação ASCII, que é bem simples, mas funciona:

--
tarcisio cavalcante . editor
// web design + mídias sociais
// www.desenvolveti.com.br
__________________________
Bruno Marinho { diretor }
Instituto Desenvolve TI | Marketing e Mídias Sociais
atendimento@desenvolveti.com.br | www.desenvolveti.com.br
--------------------------------
Lis Comunello | Webwriter

"Blogar é gostoso, deixa o difícil com a gente"
+55 41 3030-3030 | www.xcakeblogs.com.br

Mas se você realmente vai usar HTML (eu pessoalmente indico que sim), mantenha-o simples:

  • Garanta que ficará bem em texto puro.
  • Use fontes em preto e em tamanhos padrão, se afaste de fontes grandes, finas, especiais e super coloridas.
  • Não utilize CSS, prefira a codificação padrão HTML que ainda é aceita por qualquer cliente de e-mail.
  • Utilize fontes comuns multiplataforma (como já dito no início do artigo), como Arial, Verdana, Times New Roman etc. (Comic Sans também é multiplataforma, mas, a não ser que seja uma assinatura de um e-mail piadinha ou de uma creche, EVITE!).
  • Inclui um logo? Verifique se a assinatura continuará bem, mesmo que a imagem não carregue ou seja bloqueada pelo cliente de e-mail.
  • Verifique como vai ficar se o e-mail for encaminhado. Todas as linhas vão quebrar corretamente?
  • Coisas para experimentar: você pode inserir na assinatura de e-mail uma imagem de divulgação/propaganda, que você pode estar sempre trocando no servidor, assim a assinatura vai sempre exibir uma nova imagem, uma nova propaganda, um novo logo, sempre algo atualizado, mesmo que o destinatário abra um e-mail antigo seu.

O exemplo abaixo usa variações simples de HTML (fontes Verdana e Arial, negrito, cores, tamanhos) para dar um ar mais bem trabalhado na assinatura:

[feature_box style=”2″ only_advanced=”There are no title options for the choosen style” alignment=”center”]

ctbaserv

[/feature_box]

Mais exemplos criativos indicados pela Kat Naville:

[feature_box style=”2″ only_advanced=”There are no title options for the choosen style” alignment=”center”]

steve

[/feature_box]

[feature_box style=”2″ only_advanced=”There are no title options for the choosen style” alignment=”center”]

joost

[/feature_box]

[feature_box style=”2″ only_advanced=”There are no title options for the choosen style” alignment=”center”]

matt2

[/feature_box]

[feature_box style=”2″ only_advanced=”There are no title options for the choosen style” alignment=”center”]

lukew2

[/feature_box]

[feature_box style=”2″ only_advanced=”There are no title options for the choosen style” alignment=”center”]

jad2

[/feature_box]

[feature_box style=”2″ only_advanced=”There are no title options for the choosen style” alignment=”center”]

chris

[/feature_box]

Separar a assinatura do conteúdo

Sabiam que a Wikipédia tem um artigo sobre o bloco de assinatura? Sério mesmo! Sem tradução para o português ainda, mas está lá. E lá fala sobre a separação da assinatura do conteúdo. Há um padrão usado pela rede Usenet que parece ser uma referência para tudo (uma vez que o Gmail também utiliza como padrão):

O padrão Usenet especifica que um bloco de assinatura deve ser exibido em texto puro, em fonte de largura fixa (sem HTML, imagens ou RTF) e deve ser delimitada do corpo da mensagem por uma linha consistindo de exatamente dois hifens, seguido de um espaço e o fim da linha. (…) Isto permite que o software marque ou remova a assinatura, de acordo com as configurações do usuário.

Certo que é uma especificação da Usenet, mas o Gmail utiliza dois hifens como padrão de separação da assinatura. Acabou-se assumindo como uma forma padrão, vejo várias outras pessoas utilizando também. Mas você pode utilizar uma linha de hifens ——, de sublinhas ______ (traço baixo ou underline), de pontos ……… ou sinais de igual ===== ou apenas alguns espaços para separar visualmente a assinatura do conteúdo do e-mail.

Como crio minha assinatura de e-mail?

Enquanto pesquisava, traduzia e escrevia este artigo, comentei com minha amiga Lis Comunello sobre as melhores práticas e ela me sugeriu que, além das dicas, eu incluísse um “Como fazer”. Porque é fácil dizer “insira a imagem no HTML”, mas como fazer isso na prática? Então vamos lá.

Microsoft Outlook

A Microsoft tem bons tutoriais disponíveis ensinando como criar assinaturas para seus programas. Agora que você tem as dicas para deixar a assinatura mais adequada, siga algumas dicas da Microsoft de como fazer isso. Veja neste outro artigo como criar assinaturas com imagens ou logotipos.

Gmail

O Gmail permite formatação HTML, então para criar uma assinatura simples no Gmail:

  1. Faça o login em sua conta.
  2. Clique no botão da engrenagem e em Configurações. A janela de configurações vai abrir com a aba Geral selecionada.
  3. Desça a página até a opção de Assinatura.
  4. Selecione no botão de rádio a opção ao lado da caixa de texto em branco.
  5. Digite o texto da assinatura na caixa de texto. Aqui é permitido formatação HTML como escolher fonte, negrito, itálico, sublinhado, tamanho de fonte, cor da fonte, inserir link, inserir imagem, alinhamento do parágrafo etc.
    gmail
  6. Desça a página até o final e clique em Salvar Alterações.

Simples, não? Aqui você pode inserir seu logo, sua foto, as imagens que quiser, formatar o texto com negrito, mudar cor e seguir as dicas de boas práticas, mas você pode fazer mais… Sabe uma coisa bacana na caixa de assinatura do Gmail? Ela aceita Ctrl+V de qualquer formatação!

Pra que isso vai me servir? Na formatação padrão do Gmail, você pode inserir uma imagem e até escrever ao lado dela, mas somente uma linha, já que não há opções HTML avançadas ali. Se pelo menos tivesse como editar diretamente o código HTML da assinatura… Então, por exemplo você quer colocar uma imagem ao lado da assinatura, como a do Steve abaixo:

steve

Mas pelas configurações padrão o Gmail, o máximo que vai conseguir é isso:

steve gmail

Se você já mexe com HTML, pode utilizar o programa que você quiser para criar sua assinatura: Aptana, Eclipse, Dreamweaver, até mesmo o Word, pode usar tabelas, pode usar o que for (desde que utilize HTML simples, lembre-se disso) e salve o arquivo. Abra no seu navegador, selecione e copie a assinatura. Então vá no Gmail e cole.

Para facilitar o nosso exemplo, esta assinatura está disponível em HTML no artigo The art and science of the email signature, de Kat Neville. Fui até lá, selecionei a assinatura, copiei e colei no Gmail:

steve gmail 2

As fontes mudaram um pouco, mas agora é só ajustar os detalhes. A imagem pelo menos ficou ali do lado, como eu queria…

Para quem não tem intimidade com HTML, a Lis Comunello, em seu artigo Assinatura personalizada de e-mail: enfeite?, ensina como utilizar o WiseStamp para criar sua assinatura personalizada. Olha que bonito:

[feature_box style=”2″ only_advanced=”There are no title options for the choosen style” alignment=”center”]

assinatura-email-03

[/feature_box]

O WiseStamp funciona no Gmail, Yahoo!, Outlook, Aol, Google Apps etc. E é muito simples de criar e editar. Depois de pronto, você tem que instalar um aplicativo no Chrome, Firefox ou Safari para utilizar. Outra coisa chata é que no plano gratuito, você só pode criar uma assinatura e fica aparecendo a linha “Signature powered by WiseStamp”. E há planos pagos que liberam mais templates, mais opções e mais assinaturas.

MAS… Lembra que eu falei que você pode criar sua assinatura onde quiser e então só copiar e colar no Gmail? Aqui entra a magia: Acesse o WiseStamp, crie sua assinatura, visualize ela… selecione e copie. Agora vá no Gmail e cole! Feito!! Assim eu fiz a minha assinatura pessoal:

tarcisio gmail

Dica extra para o Gmail: Lembra que eu falei sobre os dois hifens separando a assinatura do corpo do e-mail? Por padrão o Gmail adiciona os dois hifens e a assinatura ao final do e-mail. Se for numa resposta, ele adiciona ao final mesmo, láááá depois do texto de e-mail respondido. Isso é chato, o ideal é que a assinatura seja adicionada ao final do seu conteúdo, mas antes do conteúdo do e-mail respondido.

Logo abaixo da caixa de texto da assinatura há uma opção para você marcar e arrumar isto:

gmail hifens

Outlook.com

No Outlook, o processo é muito parecido com o Gmail (inclusive permite copiar e colar uma assinatura já pronta, como na dica do Gmail), mas pelo menos no Outlook.com (antigo Hotmail) você pode editar o HTML, o que é bom. Você pode adicionar imagens e configurar o posicionamento delas diretamente no código.

  1. Acesse sua conta no outlook.com
  2. Clique na engrenagem e em Opções.
  3. Vá para o item Formatação, fonte e assinatura.

assinatura outlook

Aqui você pode seguir as mesmas dicas do Gmail. Se precisar adicionar um código extra na assinatura, pode escolher Editar em HTML na caixa de seleção na barra de botões.

iPhone

A assinatura padrão “Enviado de meu iPhone” te dá nos nervos? Você pode alterar a assinatura em Configurações > Mail > Assinatura. Ali só vai caber texto puro, então utilize as dicas do começo deste artigo. Não exagere nos códigos ACSII…

    /|    //| |                     
   //|   // | |     ___      ___    
  // |  //  | |   //   ) ) //   ) ) 
 //  | //   | |  //   / / //   / /  
//   |//    | | ((___/ / ((___/ /  

Moo Chico | web designer | moo@moochico.com.br

Até porque a assinatura aqui é texto puro, mas não utiliza fonte de largura fixa. Que lindo que essa assinatura seria recebida…

[feature_box style=”2″ only_advanced=”There are no title options for the choosen style” alignment=”center”]

/| //| |
//| // | | ___ ___
// | // | | // ) ) // ) )
// | // | | // / / // / /
// |// | | ((___/ / ((___/ /

Moo Chico | web designer | moo@moochico.com.br

[/feature_box]

Windows Phone

O Windows Phone também tem a assinatura padrão “Enviado pelo meu Windows Phone”. Você pode configurar uma assinatura diferente para cada e-mail configurado no smartphone. Abra o e-mail, toque nos três pontinhos e em configurações, desça até a opção de Assinatura, você pode ativar, desativar e editar, também somente texto puro.

Email (Windows 8)

O programa de e-mail do Windows 8 também tem uma assinatura padrão a lá Windows Phone e iOS (Enviado do Email do Windows) e, assim como no Windows Phone, você pode configurar uma assinatura diferente para cada conta cadastrada. Abra o programa, acesse a Charm Bar (menu lateral), clique ou toque em Configurações, então em Contas, escolha a conta desejada, desça até a opção de Assinatura, escolha que quer ativar ou não e edite o texto. Aqui também, somente texto puro.

assinatura email widows

Android

No Android, fiz o teste num Samsung Galaxy Young, mas acredito que o procedimento seja o mesmo para qualquer versão e aparelho. Abra o Gmail (ou Email), toque no botão do menu > Mais > Configurações, escolha a conta desejada e toque em Assinatura. Assim como os demais, somente texto.

android assinatura

Na dúvida, é só chamar

É isso aí, gente boa! Fico a disposição para qualquer dica extra que precisarem. Podem comentar aqui no artigo ou me procurem no Facebook/Twitter. Abraço grande e até a próxima!

Fontes

Serviram de fonte de inspiração e pesquisa para este artigo:

Sobre o autor | Website

Nerd, web designer, early adopter, entusiasta de internet, marketing digital, mídias sociais e empreendedorismo. Escreve sobre blogs, tecnologia, nerdices, mídias sociais e o que mais pintar na cabeça, que está sempre cheia de novidades e ideias. Colaboração é o seu mantra. Buscando sempre novas oportunidades e projetos, vive abraçando o mundo com as mãos e os pés. É empreendedor e mantém a IDEO Digital e a Hospedaria 42 Nerd Hosting. Também dá bom dia nas redes sociais.

Gosta de Marketing Digital e Mídias Sociais? Receba atualizações, artigos e dicas imperdíveis (é grátis)!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

1 Comentário

  1. Ralph Casoli disse:

    Legal, informação fácil de como criar uma assinatura! 😉